O PLENÁRIO CONVOCADO PARA HOJE 10 DE ABRIL, NO PORTO PELAS 15H, TERÁ LUGAR NO PRÓXIMO DIA 18 DE ABRIL Á MESMA HORA, 15H.

“Por impossibilidade do Banco de Portugal colher despacho de Visto Superior”

 

Aos trabalhadores do Banco de Portugal Sócios ou não Sócios do SinTAF

A Administração do Banco de Portugal apresentou em Fevereiro deste ano ao SinTAF, a denúncia do Acordo de Empresa, subscrito entre o Banco de Portugal e o SinTAF em 2009.

ÚLTIMA HORA

O PLENÁRIO CONVOCADO PARA HOJE 10 DE ABRIL, NO PORTO PELAS 15H, TERÁ LUGAR NO PRÓXIMO DIA 18 DE ABRIL Á MESMA HORA, 15H.

“Por impossibilidade do Banco de Portugal colher despacho de Visto Superior”

A proposta agora apresentada pela Administração (igual para todos e disponível em www.sintaf.pt ) representa um ataque feroz aos interesses e Direitos dos Trabalhadores do Banco de Portugal dos quais salientamos:

  • Acabam as promoções aos trabalhadores com mérito positivo em cada período de seis anos;
  • Acabam as isenções de horário de trabalho com pagamento de 2 horas diárias de trabalho suplementar;
  • Eliminação da fórmula de cálculo do trabalho suplementar;
  • Cessam as Diuturnidades da Alínea b);
  • Cessam as anuidades;
  • Cessa o prémio de Antiguidade;

São ainda alteradas dezenas de Cláusulas com o objectivo de piorar as condições de vida e de trabalho dos Trabalhadores.

O SinTAF norteia os seus objectivos na defesa dos interesses e direitos dos trabalhadores, neste caso importa ouvir todos os trabalhadores e as suas opiniões e sugestões para preparar melhor a sua defesa, e após a reunião realizada no passado dia 5 de Abril pelas 17H no Auditório do Banco de Portugal na Av. Almirante Reis, o SinTAF, marcou desde já mais dois plenários de Trabalhadores a realizar no próximo dia 10 de Abril, no PORTO pelas 15h e dia 17 de Abril no CARREGADO pelas 15h, onde ficam por este meio convidados a participar.

Existem condições políticas favoráveis à defesa da manutenção da Convenção Colectiva de Trabalho em vigor. O Banco de Portugal dispõe de condições económicas bastantes para assegurar o cumprimento deste Acordo de Empresa.

Trabalhador sindicalizado está mais seguro,

… mas só no sindicato certo!!!